Como fazer o CV destacar-se?

Nos dias que correm não basta ser bom ou muito bom, para ter sequer uma oportunidade de criar curiosidade temos que nos apresentar de uma forma inovadora e interessante. Uma pesquisa do National Citizen Service (Serviço Nacional de Cidadania) revela que os recrutadores levam em média nove segundos (8,8 segundos para ser exacto) para ver um currículo na lista de candidatos. Sendo assim, teremos que transformar este pequeno espaço de tempo num momento crucial que os irá obrigar a recordar o nosso nome.

“Como é que eu vou conseguir fazer isso?” Analise o processo de filtragem. O seu currículo pode chegar a passar por cerca de três pessoas até chegar ao responsável pela vaga apresentada, tente pensar como essa pessoa. O perfil ideal está imaginado e definido na cabeça deles, por isso, terá que perceber quais os traços que terá que apresentar para ser reconhecido como uma possível escolha. Eles querem saber se você tem o que eles precisam – habilidades, qualidades e potencial. Imagine-se no lugar do recrutador, e faça a pergunta: “O que é que eu quero ver numa pessoa que me leve a querer conhecê-la?”

Redija entre três a quatro frases no topo da primeira página do seu currículo, serão possivelmente as frases mais importantes do seu currículo, elas irão decidir se quem o tiver nas mãos vai querer continuar a ler ou não. Pode ser difícil, mas não impossível, resuma os seus pontos fortes que possam beneficiar  a empresa, mas sem muitos adjectivos genéricos vagos.

Permanecendo na cabeça do seu futuro empregador, pergunte-se: “Quais são os meus pontos fortes exclusivos que podem contribuir para a relação deste trabalho?” Podem ser habilidades específicas, experiências, interesses, qualificações ou paixões.

Não se esqueça que só terá uma oportunidade para causar boa impressão através do aspecto do seu currículo. Não exagere nas cores e nas fonts que usar no seu CV, resuma-se a duas fonts e duas cores, esqueça o formato tradicional e pré feito que todos usam e faça algo que o destaque no meio de CV’s idênticos e em série. Procure um template alternativo ou use um modelo que lhe tenha chamado à atenção anteriormente, se tiver capacidades para isso desenvolva um à sua maneira, mas se o fizer, apresente-o a alguém próximo, o nosso gosto pessoal pode não ir ao encontro do público geral.

Mostre que conhece as  tendências e que tem opiniões sobre o que se passa na sua área. Mencione as suas intervenções, sejam elas palestras, workshops, publicações online, blogs ou qualquer outro tipo de actividades relacionadas. Se tiver o seu CV online, um website ou alguma forma de apresentação online, certifique-se de destacar tudo isso no seu Linked In e deixe pelo menos entre um a três links, para que possam ser confirmados.

Não se esqueça de algumas regras básicas:
•Não diminua o impacto do conteúdo de seu currículo ao não prestar atenção às regras básicas. Não mais que duas páginas.
•Menos é mais – verifique se não é um texto denso e deixe bastante espaço em branco ao redor do texto para facilitar a leitura.
•Use marcadores e cabeçalhos para dar uma estrutura clara.
•Não cometa erros ortográficos ou gramaticais – verifique sempre duas vezes (e mais uma, só para ter a certeza ).

Um currículo bem feito é uma boa forma de aumentar a sua confiança e de o deixar no estado de espírito certo para que persista na sua procura de emprego, por isso não perca mais tempo e invista no seu CV!